Laboratório Prof. Feng - História

As atividades experimentais da Divisão de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial até meados de 1970 eram realizadas em Institutos do Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e no andar térreo desta Divisão. No andar superior localizavam-se as salas dos professores, salas da administração e salas de aulas.

Devido às interferências causadas pelas atividades laboratoriais (ruído) nas salas de aula, devido a questões de segurança (trabalhos com produtos inflamáveis, para o laboratório de propulsão) e também pela necessidade premente de expansão para permitir a implantação de novos projetos (por exemplo, o Túnel Supersônico) ficou clara a necessidade de um local mais apropriado para a instalação dos diversos bancos de ensaio, usados para fins de ensino e
pesquisa.

No final de 1975 e no primeiro semestre de 1976 foi realizada a mudança dos laboratórios associados aos Departamentos de Aerodinâmica, Propulsão e Sistemas Aeronáuticos para um novo prédio, com área de aproximadamente 120 m2.

Logo após a mudança, os bancos de ensaio de motor alternativo e de um turbo-eixo foram instalados, permitindo o início das atividades de ensino e pesquisa associado ao Departamento de Propulsão. Em 1977 foi concluída a instalação de uma bateria com 12 botijões de propano e de um vaporizador, viabilizando o início das operações do banco de ensaio de um motor tipo estato-reator e da unidade de combustão.

Como mencionado anteriormente, na época da implantação do novo Laboratório, estava sendo desenvolvido, por professores da Divisão de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial, o projeto do túnel de vento supersônico, financiado pela FINEP. A implantação desta instalação foi iniciada em 1975 com a construção das bases de concreto requeridas pelo reservatório de ar comprimido (com volume de 10 m3), pelo difusor subsônico e pelo grande compressor, o qual foi instalado
em 1978. Na mesma época, foi instalada uma torre de refrigeração e todo o sistema hidráulico requerido para a refrigeração do compressor. A implantação do túnel supersônico foi finalizada em 1982, e este equipamento continua em operação auxiliando na formação dos alunos de graduação e pós-graduação, assim como, na execução de pesquisas relativas ao voo supersônico.

Em 1978 foi implementado um painél com todas as instalações e dispositivos que compõem o sistema de trem de pouso do avião Bandeirante. Este banco de ensaios vem sendo utilizado no curso de graduação, como laboratório do Departamento de Projetos, o qual é responsável pelo ensino relativo aos sistemas aeronáuticos que uma aeronave deve possuir.

Em 1981, o Departamento de Aerodinâmica comprou um pequeno túnel de vento subsônico (Plint & Partners), com seção de testes de 460 x 460 mm, o qual pode alcançar uma velocidade de 120 km/h. Desde então, este túnel vem sendo intensamente utilizado para aulas de graduação e pós-graduação, para viabilizar trabalhos de graduação, Teses de Mestrado e Doutorado, assim como, para a pesquisa na área de aerodinâmica experimental.

Em 1990 foi instalado o simulador de voo do avião Tucano, simulador este desenvolvido pelo CTA na década de 80. A vinda desta instalação para o laboratório Prof. Feng incrementou as atividades na área de sistemas aeronáuticos.

Em 1995 foi construído um prédio anexo ao laboratório Prof. Feng, financiado pela FAPESP, para abrigar um túnel de vento transônico, que estava sendo construído por uma equipe de pesquisadores do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Devido a mudanças de filosofia, este túnel foi instalado em outro local. No prédio anexo foi instalado um banco de ensaio de compressores (2000), e parte do túnel de vento Prof. Jacek (1996).

Em Setembro de 2001, foi iniciado o projeto de um novo túnel de vento subsônico idealizado para complementar as instalações do Complexo de Túneis de Vento do Centro Técnico Aeroespacial (CTA), de maneira a reduzir os custos de operação e de implementação de novos experimentos, requeridos nas atividades de pesquisa e desenvolvimento, na área de ensaios aerodinâmicos. Este novo túnel de vento, que é fruto de uma parceria entre ITA, FAPESP e EMBRAER, faz parte de um grande projeto de inovação tecnológica (PICTA 00/1379-0), cujo objetivo é incrementar a produtividade e a confiabilidade de ensaios aerodinâmicos no país. Vale ressaltar o caráter multi-institucional deste projeto, do qual também participam os túneis de vento do CTA - IAE e da USP-SC.

O Túnel de Vento de Ensino e Pesquisa do ITA, o qual foi instalado no prédio anexo ao Laboratório Prof. Feng, teve sua operação iniciada em Fevereiro de 2003. Esta instalação foi projetada, fabricada e instalada em um prazo de 17 meses, graças ao apoio de várias instituições, a saber: IAE (Instituto do CTA), EMBRAER, TECSIS e empresa FREIRE e ROSA Eng.

Além das aulas de laboratório para os cursos de graduação e pós-graduação, no Laboratório Prof. Feng são desenvolvidas teses de Mestrado e Doutorado nas áreas de Aerodinâmica e Propulsão, assim como, trabalhos de pesquisa e desenvolvimento.

Adicionalmente, os profissionais que trabalham neste laboratório estão envolvidos com trabalhos de desenvolvimento de produtos e métodos para empresas nacionais, assim como em trabalhos de cooperação com outras instituições nacionais e internacionais.